enem Profª. Vanessa Garcia

História no Enem

História no Enem

A História no Enem se baseia em conhecimentos teóricos em vários níveis de história geral e do Brasil.

Uma das provas mais importantes dentro do Exame Nacional do Ensino Médio é a prova de história no Enem.

Além de ser importante para a prova é uma via de conhecimento essencial para o cidadão como um todo.

Entender sua história e o contexto histórico do mundo é importante para entender não só a prova de história como também o contexto de todas as questões de Ciências Humanas.

Hoje vamos desdobrar um pouco sobre a disciplina de história no Enem.

A História no Enem

A disciplina de história está dentro do conjunto da prova de Ciências Humanas, junto a Geografia, Sociologia e Filosofia.

O conteúdo de história é um pouco massivo pois engloba conceitos históricos de várias épocas diferentes e do Brasil e Mundo.

O estudo de história é muito teórico, então muitos candidatos acabam por deixar para estudá-los por último.

No entanto, isto não é o mais indicado, já que o conteúdo de história no Enem é vasto e deve ser estudado desde o começo.

Além do mais, estudar história não é somente ler sem parar livros de história, mas é preciso lembrar dos principais conceitos e contextos.

Caso não esteja familiarizado com os conteúdos de história que podem ser cobrados no Enem, vamos de mostrar uma lista para esclarecer:

  1. História do Brasil
  2. História contemporânea
  3. História Moderna
  4. História Medieval
  5. História da América
  6. História antiga
  7. Pré história

De todos os conteúdos, a história do Brasil é sempre mais contemplada por ser a “mais importante para nós”.

Claro que sempre é cobrado questões sobre a primeira e segunda Guerra Mundiais. Além de detalhes importantes dessas épocas.

Como estudar História para o Enem

Estudar a história no Enem é um trajeto longo de estudos, e deve se iniciar logo no começo dos estudos.

São muitos conteúdos e dentro de cada tópico listado acima, foram muitos fatos ocorridos em contextos diferentes.

Então, assim como todas as outras áreas do conhecimento, estudar história é muito particular para cada um.

Têm aqueles que preferem ler o livro de história de pouquinho em pouquinho e ir grifando as partes mais importantes.

Mas também existem as pessoas que gostam de anotar tudo para não esquecer mais, então isto vai de cada pessoa.

Conhecendo os contextos

Estudar história não é somente ler os textos e saber o que aconteceu, é preciso lembrar um fator muito importante: o contexto histórico.

Conhecendo bem os contextos históricos de cada fato marcado tudo ficará mais fácil, até porque alguns fatos aconteceram na mesma época em lugares diferentes.

Saber o contexto histórico também pode auxiliar no estudo de outras disciplinas como sociologia, filosofia e literatura.

Procurar fontes diferentes

Um dos assuntos mais discutidos é a história, então é fundamental conhecer versões diferentes de um mesmo fato.

Épocas como das grandes guerras e ditaduras sempre têm dois lados da história, e conhecê-las é importante para ser imparcial.

Então vale usar a internet a seu favor, procurar por vídeos e artigos de diferentes fontes e com diferentes opiniões.

Criar mapas mentais

Estudar história pode ser massante por termos de ler muito, por isso, confeccionar seu próprio mapa mental pode ser uma boa alternativa.

Assim você terá uma forma de “aplicar” seu conhecimento e também ver se você realmente absorveu o necessário.

Os mapas mentais também são bons porque ao se aproximar da prova poderá revisar com maior facilidade os temas.

A criação de mapas mentais acaba por se tornar um hábito com o tempo, e logo estará fazendo mapas para todas as disciplinas.

Organização

Estudar a história no Enem precisa de muita organização senão você pode se perder no mar de temas que são pedidos.

Então é sempre bom ter um cronograma ou um planejamento prévio do que se vai estudar a curto e longo prazo.

Não precisa planejar até a data da prova, porque acontecer intempéries da vida no meio do caminho.

Mas planejar o mês é essencial para que se mantenha um ritmo de estudos e não se perca com a grande quantidade de temas.

Ademais, é importante se organizar para avaliar seu próprio estudo. Dessa forma você poderá corrigir os possíveis erros com maior facilidade.

Fontes confiáveis

Se você está iniciando seus estudos e não quer perder tempo estudando por conteúdo obsoleto e que te faça perder tempo, temos uma dica pra você.

Se você prefere estudar por meio de apostilas impressas para que possa fazer anotações, te apresentamos uma das melhores apostilas do mercado, basta clicar aqui.

Mas se você é daquelas pessoas que está conectado o dia todo, e prefere o conteúdo onde estiver, pode optar por uma apostila em versão digital.

Espero que tenha gostado!!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.